quarta-feira, setembro 10, 2008

O protagonismo da Precariedade

Fui citada num post deste blog (clicar para ver):

pi_logo

Quem são os Precários Inflexíveis?

«Somos precári@s no emprego e na vida. Trabalhamos sem contrato ou com contratos a prazos muito curtos. Trabalho temporário, incerto e sem garantias. Somos operadores de call-center, estagiários, desempregados, trabalhadores a recibos verdes, imigrantes, intermitentes, estudantes-trabalhadores...

Não entramos nas estatísticas. Apesar de sermos cada vez mais e mais precários, os Governos escondem este mundo. Vivemos de biscates e trabalhos temporários. Dificilmente podemos pagar uma renda de casa. Não temos férias, não podemos engravidar nem ficar doentes. Direito à greve, nem por sombras. Flexisegurança? O "flexi" é para nós. A "segurança" é só para os patrões. Esta "modernização" mentirosa é pensada e feita de mãos dadas entre empresários e Governo.

Estamos na sombra mas não calados. Não deixaremos de lutar ao lado de quem trabalha em Portugal ou longe daqui por direitos fundamentais. Essa luta não é só de números, entre sindicatos e governos. É a luta de trabalhadores e pessoas como nós. Coisas que os "números" ignorarão sempre. Nós não cabemos nesses números.

Não deixaremos esquecer as condições a que nos remetem. E com a mesma força com que nos atacam os patrões, respondemos e reinventamos a luta. Afinal, somos muito mais do que eles.

Precári@s, sim, mas inflexíveis.»

Sim! Eu também sou precária... e sei que estas iniciativas não vão mudar o curso das coisas. Mas uma iniciativa aqui, outra ali... e conseguiremos fazer-nos ouvir e incomodar muita gente!!!

Se ainda não leram o post na íntegra e desejam fazê-lo (por algum motivo estranhíssimo que não consigo desde já antever), basta clicar aqui: PEQUENO REPARO SOBRE...

Podem visitar, se vos interessar a matéria, outro blog que luta pelo fim da precariedade no trabalho, principalmente no que diz respeito à POUCA VERGONHA dos recibos verdes - o FERVE.

Boa semana!!!

6 comentários:

Shakti disse...

Vais ver que melhores dias irão aparecer!!!

bjs

Carol disse...

Tal como tu, passo recibos verdes. Compreendo-te bem...

Anónimo disse...

sempre a merda dos recibos verdes...não se entende como isto ainda não acabou... um belo dia um patrão acenou-me com recibos verdes... disse logo: E como é que alimento, dou férias e Natal ao meu filho, sem respectivo subsídio? E se estiver doente, ficar desempregada ou quando me reformar como sobrevivo, não me diz? PORRA...Anda tudo a dormir e a brincar com a vida das pessoas, ou se grita ou se passa a viver de assaltos que compreendo perfeitamente porque estão a acontecer...só podia... o que é que estavam á espera? Continua tudo parado ninguém se mexe é a triste realidade deste País... bj.

Blossom disse...

Crazy Girl, deixa lá...tudo isto é uma fase, uma provação que irá passar...o que não nos verga torna-nos mais fortes...é tudo o que te digo. Eu sei que custa, que é frustrante (ah, como sei) mas vais ver que daqui a nada a tua sorte irá mudar e quando olhares para trás, verás que estás mais forte à conta de todas as adversidades que a puta da vida nos oferece.

Beijinho grande e não desanimes :)

Sofia disse...

Ao contrário da Blossom, acho que nos verga bastante, mas enquanto não nos partir, vamos caminhando (juntas, de preferência)!

Big crazy kiss para uma big crazy writer que até já citada é! És um big crazy pride para a tua big crazy friend. :D

Vitor disse...

Somos um povo de brandos costumes…os políticos, e o patronato sabem-no bem, e então vá de carregar na sorte, utilizando um termo taurino…mas pode ser que um dia eles também sejam colhidos, e de preferência…de morte…que falta não fazem cá nenhuma!

Excelente blogue…vou passar mais vezes com certeza!