terça-feira, agosto 09, 2016

Da insatisfação



Ainda que este não seja um baby blog, fui mãe há pouco mais de 2 meses e o tema impõe-se.

Ando triste com esta vivência da maternidade. Não sei se por ser mais velha e, por isso, menos paciente. Caio recorrentemente no erro de comparar a bebé 2 com a filha número 1, o que não é certo mas inevitável. A L. era uma bebé fácil, mesmo com o refluxo que não me deixou descansar até ter 3 meses. A A. é uma bebé difícil. Também tem refluxo, mas nela deve ser pior ou é mesmo dela - temos choro e cólicas e resmungo todo o dia. Não é só ao fim da tarde. Não é só à noite. É a qualquer hora. De vez em quando, tal como o sol que rasga um dia enevoado, vem um sorriso. Uma gracinha. E todos rejubilamos e pensamos que é desta que podemos começar a brincar com ela, a estimulá-la. Mas dura pouco...

Ando triste e cansada. Já cogitei depressão pós-parto... mas honestamente penso que sofro de desilusão pós-parto. Sinto-me estúpida, uma vez que já fui mãe e devia ter antecipado dias difíceis. Mas não, não estava preparada.

Temos passado os dias em casa. O calor não permite passeios com a bebé e a mais velha morre de tédio (ainda que vá saindo com os avós). De vez em quando conseguimos sair um pouco à noite, porque finalmente, mais de dois meses depois de vir a este mundo, a A. não desata aos gritos assim que chegamos à esplanada.

No final do mês vamos ao Algarve. Só de pensar na viagem e na possibilidade de a ter aos gritos boa parte do caminho deixa-me sem vontade de ir. Só de pensar nas manhãs em que acorda aos gritos, bebe o leite, arrota, chora e finalmente adormece num lugar que não é a minha casa e que terei de partilhar com os sogros (que são uns amores mas que não deixam de ser meus sogros), é coisa para me fazer ter vontade de cortar os pulsos. Só de pensar que a minha sogra vai passar os dias a dizer "A L. não era assim", cresce-me mais um tufo de cabelos brancos.

Enfim. Vão-se passando os dias e eu vou (sobre)vivendo na esperança de vir a ter saudades dela assim pequenina, mas ansiando os 4 meses, quando finalmente vou introduzir a sopa e a papa e o refluxo e cólicas e demais merdas (literalmente) que a atormentam nos deixem finalmente desfrutar desta filha tão desejada e amada.

"Na lembrança
o meu céu de criança
a quem nunca se entrega um tom cinzento
por momentos
vem num pensamento
e uma nuvem chove cá por dentro

Quase nada
(experimento o céu de negro que há de norte a sul
nunca me conforma
(prometo-me a mim mesma mais de céu azul)
a insatisfação
(temo que haja pouco pra me contentar)
nunca me abandona
(mas nada me impede de tentar)

Porque tento
andar atrás no tempo
e entender a chuva que acontece?
Como por magia
há sempre um novo dia
e outra Lua Nova que anoitece
Se a madrugada traz uma canção
pouco importa que me insista hoje em "dia não"
tomei o meu fastidio pra me atormentar
pedras no meu trilho são pra me assentar"

quarta-feira, julho 20, 2016

Olha eu aqui!

Não, não vou prometer um regresso definitivo - não posso porque sofro de preguicite crónica e porque as NOVIDADES da minha vida não o permitem :D

Ora bem, vamos ao update: há exactamente 6 semanas e 5 dias o Meu Pequeno Mundo Louco deu uma cambalhota - nasceu a Alice, que veio fazer as delícias da mana Leonor (lembram-se dela?) e desestruturar a vida tranquila dos pais. Sim, estamos rotos, cansados, podres. Felizes? Assim assim (vou ser sincera - este é o meu blogue e aqui posso dizer tudo, certo?).



A Alice não tem sido um bebé fácil. Nós também já estávamos em modo "piloto automático" com a Leonor, que já está com 7 anos (sim, SETE!!!). A sensação agora é a de atropelamento pelo Alfa-Pendular. Muito embora já seja a segunda filha - e a expectativa seja de que tudo seja mais fácil - no nosso caso ainda não é assim. Somos felizes, mas ainda não ESTAMOS felizes. Estamos atordoados. :D

Mas... ela é linda. E saudável. E fofa. Principalmente a dormir (muahahahahahah!)

Ora pois então que mais vos posso contar... resumidamente, nestes anos de ausência deixei de ser professora e passei o meu período sabático (que é como quem diz desemprego) a ser mamã da Leonor e a ser boleira (se têm Facebook, vejam o meu trabalho no Pequeno Mundo Doce - ahahahah, who knew!?)

Entretanto há dois anos, sensivelmente, voltei a ser teacher em full time e boleira em part time, se bem que neste momento sou só uma full time mommy, mas só até finais de Outubro.

E é isto! Deixo aqui um beijo à minha Dani (obrigada Daniela!!!) que me "obrigou" a actualizar a chafarica. Como disse lá em cima, não faço promessas, mas a verdade é que tenho muito a dizer. Há mais alguém aí para me ler?!? Façam barulho na caixa de comentários!!!

(POR FAVOR, digam alguma coisa, não me deixem assim!)


PS - Sabem quanto tempo levei desde o início ao fim deste post? UMA TARDE INTEIRA! :P

quarta-feira, junho 10, 2015

Bom feriado e não pensem que sumi outra vez

Completamente assoberbada de trabalho. 

Hoje o dia é para a família ♡

A emissão prossegue assim que possível.

quarta-feira, maio 27, 2015

Aquele momento...

...em que reencontramos um grande amor da adolescência. Queremos estar no nosso melhor, certo? Pois. Aquele momento em que reencontramos essa pessoa e estamos com o cabelo desalinhado e vestidas com a primeira coisa que saiu do roupeiro (e que obviamente não nos favorece), até porque só vamos levar a cria à escola e beber um café rápido. Aquele momento em que queremos dizer algo inteligente e só conseguimos articular uma espécie de grunhido estranho...

Pois. POIS!!! Argh.

quarta-feira, maio 20, 2015

Perfeito!


Uma das minhas séries favoritas DE TODOS OS TEMPOS é a Ally McBeal. Pois claro, como romântica incurável que sou, só podia ser assim ;) Uma série que juntou alguns dos meus actores de eleição - Robert Downey Jr no topo - romance, intriga, música e humor, só podia estar no meu top.

Tenho saudades de uma série assim... neste momento acompanho algumas séries, mas honestamente não há nenhuma, de momento, que me cative como esta cativou.

Quem mais é ou era fã da Ally?

I'm back



Ando cheia de saudades de escrever sobre tudo e nada.
Principalmente coisas que não posso - quero - devo dizer no Facebook, esse tirano que me "roubou" da blogoesfera. Não foi só isso... mas principalmente. Assim sendo, voltei!

Não prometo assiduidade. Não prometo qualidade (ahahahah!) Prometo apenas ser eu mesma. A Cati de sempre, mas diferente - porque os anos passam e nós mudamos com as experiências de vida.

quarta-feira, dezembro 04, 2013

Viciada em passatempos #2

Estando eu completamente absorvida no mundo doce do "cake design" - assunto para MUITOS POSTS! - estou a tentar ganhar o livro CAKE POPS da Bakerella... Wish me luck!!! 



Se quiserem tentar a vossa sorte também, basta clicar AQUI ou na imagem!