terça-feira, novembro 07, 2006

Eu sou...

Hoje estou em dia "não".
Assim, mal disposta como estou, resolvi falar com um(a) amigo(a) para me animar. Não resultou.
Tentei falar com o meu marido, ele tentou animar-me, eu tentei chateá-lo, ele tentou animar-me... Mas não deu.
Eu sou assim, um bicho estranho e ao mesmo tempo uma pessoa tão banal que até chateia. Sou capaz de estar num estado de euforia estúpida e, no minuto seguinte, ponderar a emigração para um lugar longínquo onde ninguém me conheça.
Eu sou assim, chata e incompreensível, invejosa, ranhosa, mazinha mesmo. Ainda assim (incompreensivelmente!) sou dotada de uma capacidade de amar para além dos limites do razoável.
Amo o meu marido, amo a minha mana, a minha família, os meus amigos.
Desculpem lá qualquer coisinha...
Fazer um blog ainda vai dando pra animar!

5 comentários:

Cláudia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cláudia disse...

Catarina, às vezes sentimo-nos sós até quando estamos rodeados de gente. É normal. Há dias dificeis mas depois desses costumam vir dias bons, cheios de luz, em que passas por aquele jardim do costume e reparas numa rosa linda e cheia de vida que pensas nunca teres visto. Enganas-te, ela sempre esteve lá. Tu é k nem sempre estiveste pronta para a veres. Tudo faz sentido na vida. Tudo é importante. Sorri minha querida...

Gazela disse...

Mas que raio de post é este?? És a amiga que eu mais admiro... por tudo... podes não ter a felicidade material plena, mas tens um marido que te ama acima de tudo, uns amigos que te adoram... Acredita numa coisa, trocava tudo o que tenho a nível material para ter uma mana como a tua e um marido que me amasse tanto quanto o teu te ama! Quando procurares amigos, lembra-te que, eu não sou casa nem tou prestes a tal, mas tb estou aki para o que der e vier!!! Beijos

Shootingstar disse...

Alo linda!!! Tu és assim... irremediavelmente linda e maravilhosa, é o que eu acho. Ao contrário do que pensas, esta estrelita desaparecida tem andado a ver o teu blog quase todos os dias, o tempo para comentar é que é escasso, mas tenho-me divertido pois cada palavrita me faz lembrar da Caty espectacular que conhecia em Évora há uns anitos... bem, já me está a vir a lagrimita ao olho... que bons tempos!!! E não voltam! Beijão muito grande, de Grândola city.

Júlio disse...

Resolvi começar pelo início...
E promete...
kiss