domingo, junho 15, 2008

Ohhhhhh...

...PORTUGAL OLÉ!

portugal-mundial-2006

Pergunta-se muita gente onde está a crise quando a maralha, a populaça, a mole de tugas inflamados sai à rua apitando e buzinando mais uma vitória de Portugal no Europeu. Eu própria já fiz essa pergunta. E pergunto também, como é possível tamanha euforia e felicidade por míseros 90 minutos jogados atrás de uma bola por gente que ganha milhões de euros, mais do que algum de nós algum dia verá ou ganhará na vida... Como é possível tanta euforia por uma pátria que nos desilude dia a dia com um governo cego, surdo e mudo... Como é possível tanta euforia quando o mundo grita a plenos pulmões que está tudo mal - a guerra, a fome, as catástrofes naturais, a escassez (?!) de crude... Como é possível?

Não só é possível, como é compreensível. O português, eterno deprimido crónico, precisa de alegria como de pão para a boca. E as alegrias patriótico - futebolísticas de bandeira à janela, bem podemos agradecê-las a Scolari, o brasileiro amado por uns, odiado por outros, mas que teve o mérito de fazer duas coisas: 1) teve a coragem de dizer "BASTA!" de influência clubística na selecção (basta lembrar o braço de ferro com o FCP em relação a Vitor Baía), 2) fez com que os Portugueses vibrassem com a sua selecção como nunca antes tinha sido visto. E agora vai-se embora, e faz ele muito bem. E porquê? Isso dava assunto para mais uma crónica...

Uma coisa é certa: há exageros no apoio à selecção. A cobertura televisiva tem sido um abuso à paciência de muito boa gente. Os atentados à bandeira - e eu não me oponho à bandeira à janela, eu própria tenho uma na varanda que coloco nos dias dos jogos, mas confesso que ver bandeira presa nos estendais com molas me faz confusão... A histeria emigrante na Suíça também se compreende, mas também chega a raiar os limites do absurdo.

Sim, há exageros. Mas não me venham dizer que é exagerado vibrar com os golos da selecção. Não me digam que não podemos alegrar-nos com a progressão da equipa portuguesa no Euro 2008. Até porque, mais tarde ou mais cedo, chegando à final ou não, isto vai acabar e acabar-se-ão também os motivos de alegria do povo.

E não é porque os tugas se alegram e comemoram efusivamente as vitórias dos betinhos da selecção (que bem podiam lutar mais e sorrir mais e sentir ainda mais as quinas na camisola), que o combustível vai ficar mais barato ou vão baixar as taxas de juro do crédito habitação. Os golos do bexigoso Cristiano não pagam as nossas dívidas, as assistências de Deco não curam as nossas doenças, as intervenções de Petit não acabam com o desemprego e as defesas de Ricardo não metem pão na mesa.

Mas que amainam por minutos as agruras do povo que vibra com a bola... lá isso é verdade.

E por isso... viva a reunião dos amigos em torno de um jogo de bola! Vivam as jolas, o petisco, os momentos passados sem pensar nas agruras da vida!

euro_cachecol

UPDATE pós jogo de "#$%% com a Selecção Suíça: viram o jogo?!? Eu não, quer dizer, mais ou menos... estava demasiado ocupada com os AMIGOS a dar cabo de três garrafas de Quinta da Aveleda e de uma mesa bem recheada de coisas boas... para desgraças bastam-me as do país real!

12 comentários:

Joseph disse...

Cati
Olá

Não é preciso comentar.
Basta ler e interiorizar.
Está lá tudo.

Beijoca amiga;)*

Professorinha disse...

Eu já não tenho alegria para dar a uma selecção paga com o meu dinheiro... quando eu sei bem que andamos a apertar o cinto até mais naõ para eles andarem por lá a ganhar bem...

Beijos

Lira disse...

Vou comentar, que gostei do teu «pequeno mundo louco», que por sinal diz grandes verdades!

também ja me questionei, mas o portugues (não me excluindo) é mesmo assim, ao menos que isso alegre o pais, nem que seja mesmo por um esito! O socrates é k esta com sorte, enquando o há Euro, ele é esquecido e a gasolina e tudo o que esta mal é esquecido!

enfim...

Desculpa invadir assim o teu mundo, mas gostei mesmo, escreves bem e as imagens estão bem relacionadas!

continuação!

Beijo

Lira

ze ceitil disse...

Cati, subscrevo e aclamo...
Quanto ao livro, posso enviá-lo pelo correio. O meu mail é joseceitil@gmail.com.
Beijinhos

Borboleta disse...

Olá!

Sem dúvida que tens razão!
Eu própria não tenho pachorra paa ver futebol e com isto tudo, costumo dizer que é um limpa mentes provisório do português!

Acho muito bem que todos se divirtam e que festejem!! Mas, tem tudo os seus limites.

Um bater de asas

Carlos Lopes disse...

Está tudo certo. Tudo. E viva Portugal e o Benfica ;-)

Didas disse...

A mim cada vez me mete mais aflição a alucinação da populaça, fogo!

Júlio disse...

O futebol é mesmo um desporto de "massas"... Boa perspectiva a tua. Concordo plenamente contigo.
Kisses

Gazela disse...

E lá estivemos nós em mais uma noite louca de show de bola.. com muitos copos à mistura... e muita risada!!

Tou a escrever este comment ainda tou com os copos... ai ai ai... LOLLL!!!!

Beijokas amiga... Adoro-te... És muito importante para mim...

PDuarte disse...

Este texto tem um tique esquizo.
Pareces ser mais uma Pacheca Pereira no inicio, anti-populaça e anti-futebol, mas acabas como qualquer tuga que és, à volta da petsicada.
Muito bom post.

Blossom disse...

o jogo foi uma vergonha...e aquele bando de ranhosos ainda reclamam a titularidade (Miguel Veloso ahahaha)...nem aqui nem na china!!! Mas é bem feita pra o senhor scolari que quis poupar as vedetas porque são tão bons que têm de descansar durante uma competição...

olha, fizeste muito bem em te entreteres a mandar umas a baixo que é o que levamos desta vida

Catarina.♥ disse...

Nós juntamo.nos para ver o jogo e acabamos a comer moelas e caracois na conversa porque com o jogo estavamos ja a dormir :p lol

beijihno
boa semana
cat*