terça-feira, junho 03, 2008

Desconcerto da vida

life 

A vida anda. Anda, desanda, gira e torna a girar, sempre, sempre sem parar. Esbocem-se sorrisos, chorem-se lágrimas, ela não pára. Com borboletas na barriga, nós na garganta, sapos engolidos. Com burros dados na água, com cansaço de morte. Com viagens até onde Judas perdeu as botas ou de arraiais assentes no cu de Judas. Pasmados, aborrecidos, emocionados, enfadados, apaixonados, odiados, amados. Parados ou andando, o mundo gira, a vida não pára.

A vida feita de beijos trocados e por trocar. A vida feita de fases que são sempre más, ou que pelo menos nunca são tão boas como poderiam ser. A vida vivida num sempre desejar o que não se tem, num sempre querer estar onde não se está, numa constante busca pelo impossível. Amado ou odiado, libertado ou amordaçado, não! A vida não pára.

Até que um dia... surpresa!

E não é que a vida, que nunca pára, a mesma contra a qual rogámos tantas pragas, aquela que passava tão devagar e tão depressa, aquela vida, a nossa, que nunca é ou nunca foi aquilo que queríamos que fosse... a vida que nos sorriu, a vida que nos desiludiu, a vida, puta, que nos fez correr demais, sofrer demais, stressar demais, esquecer de dizer

amo-te

aos que amamos mais, essa vida, cabra, que é tão doce e tão amarga... E não é que ela, surpresa!

Acaba mesmo?

Não é surpresa, não... ensinaram-nos que a vida acaba, no momento em que começamos a viver. Mas teimamos em vivê-la assim - cheia de eufemismo, catecismo, cinismo, cataclismo, autoclismo de ser e sentir, de memórias e vitórias, de desejos e ansejos como se fôssemos - e se fôssemos? -

imortais.

E quando pensamos que sim, a imparável vida pára mesmo... temos medo. Porque a vida, essa puta de esquina, acaba, e nem temos tempo para vivê-la.

19 comentários:

Gazela disse...

Se a vida pára nós não... ;)

Júlio disse...

Sem palavras, quase, depois de ler isto.
Que confusão de sentimentos fenomenal...
Muito bom post. Estava mesmo a precisar de ler algo assim, só não estava era à espera de ter de comentar e não saber dizer nada.
Kiss

Blue Eyes disse...

A vida são dois dias.
Ninguém fica cá para semente.
Há que aproveitá-la ao máximo.
Vive cada dia como se fosse o último.

Tudo frases que resumem o teu excelente post. Para ler e reflectir e passar a viver como deve ser. Ou seja, sem medos! Felizes e contentes!

Um beijo!

Sinfive disse...

Olá, vim visitar-te, e que texto mais intenso encontrei aqui!
Muito bom, vou continuar a visitar-te :p

Formiguinha disse...

Ena pá!!!

Que coisa tão linda...! Arrepiou-me profundamente!

Bêjos

Blossom disse...

Este texto tem tanto de belo como de triste...fiquei com um nozinho no fundo da garganta ...

Francis disse...

sem saber o que dizer.

Carol disse...

Parece que a tristeza não paira só pelo meu cantinho...

Aceito a tua ajuda com o template, como te disse no post sobre o Duchovny. Se puderes, manda um mail para o endereço que te deixei lá com as tuas dicas.

Beijinhos.

Mo disse...

Tão, tão verdade, Cati!! E o mais estúpida é nós termos consciência de que a vida passa por nós sem nós darmos conta disso e, mesmo assim, acomodamo-nos e resignamo-nos e deixamos que ela passe.

Tenho tanta vontade de dar uma volta completa à minha vida, mas falta aquela pontinha de coragem.

Qualquer dia pego numa mala e vou-me embora, deixo tudo para trás e começo de novo noutro sítio qualquer.

Qualquer dia...

Beijos e força :)

Carlos Lopes disse...

A vida pára em certos sinais vermelhos, mas o semáforo dos dias obriga-nos a ir em frente para não engarrafarmos as vidas dos outros. Mas a vida de alguns dos outros também somos nós..., não achas, Cati?

Joseph disse...

Cati
Olá

Maravilhoso post.

Só não concordo com o facto de dizeres que a vida acaba no momento em que começamos a viver!

Tens 3 fases na vida. Tudo na vida funciona na base de 3.Princípio, meio e Fim.
Logo, Nascimento, anos de vida e Morte.
É sempre assim.

Pensamentos positivos e acredita em dias melhores. Enquanto cá andármos temos que tentar viver o melhor possível. E quem está a escrever sabe do que fala.

PAZ e ESPERANÇA querida amiga.

Beijoka amiga, também;)*

BlackStar disse...

Digo constantemente que só percebemos a importância que algo tinha para nós tarde demais... geralmente, quando já nos é impossível voltar a tê-la!

Belzebu disse...

Nem sei o que dizer perante a intensidade deste post. Raramente fico embasbacado no momento de comentar mas... não sei o que dizer! Acho que vou voltar a ler mais uma e outra vez, desfrutar de cada parágrafo e depois, se me sentir capaz, voltar e comentar!

Aquele abraço infernal!

Enfim... disse...

esquecemo nos de vive

bonito post

beijinhos

Daniela disse...

Crazy Cati... A mim, parece-me que vives ao máximo!

Beijinho

PDuarte disse...

E porquê, essa conversa agora, vinda de uma mulher tão jovem e cheia de vida?

Casemiro dos Plásticos disse...

a vida é isto, alg sem definição concreta mas é bem divertido isto :9
beijo e bom fds.

Café com Natas disse...

These crazy words in your crazy world make a fucking crazy awesome post!!!
So... think, create and live!
:)
Kiss + hugs on you

blimunda sete luas disse...

Raios partam... Dir-se-ia que falámos do mesmo... Teremos falado?...