domingo, maio 04, 2008

DOIS DISCOS, DOIS LIVROS, DOIS FILMES

O querido amigo blogoesférico Carlos do "I Blog Your Pardon" desafiou-me há dias para aqui apresentar um livro, um filme e um disco que tenham sido marcantes na minha vida. Andei dias e dias a pensar nas minhas escolhas, e quando já estavam quase prontas eis que surge novo desafio: fazer o mesmo mas em versão "nacional". Então... cá vai!

INTERNACIONAL

Um Disco

Sade - The Best of Sade

MusicCatalog_S_Sade - The Best Of Sade_Sade - The Best Of Sade

O disco data de 1994, mas foi por entre 1999 e 2000 que serviu de banda sonora a uma das melhores fases da minha vida. Sempre gostei de Sade e este disco foi-me emprestado nessa altura. Tive que devolvê-lo e nunca consegui encontrá-lo nas discotecas aqui da zona. No ano passado, em Londres, achei-o, comprei-o e hoje acompanha-me no carro... e ouvindo-o relembro grandes momentos da minha vida em Aveiro...

Um Livro

A Casa dos Espíritos - Isabel Allende

espiritos

Li este livro em 1996, embora tenha sido editado pela primeira vez em 1982. Marcou-me imenso por ter sido o primeiro livro que me tirou o sono... estava tão agarrada à trama da família Trueba que fiz uma directa para ler o livro quase só de um trago, com intervalos apenas para ir ao WC e comer. Aconselho vivamente a sua leitura!

Um Filme

O Piano - Jane Campion

piano_ver1

Marcou-me pela história, pela fantástica fotografia, mas principalmente pela harmoniosa conjugação entre som e imagem. Com uma fabulosa interpretação de Holy Hunter e uma espectacular banda sonora de Michael Nyman. É um filme que ainda hoje não me canso de ver...

NACIONAL

Um Disco

Cairo - Táxi

xx TaxiCairo

Ora, este disco português de inícios dos anos 80 marca a minha vida por vários motivos. Em primeiro lugar fisicamente. Este disco (e falo no vinil) vem numa lata com o aspecto da foto que apresento. Quando era pequena adorava acompanhar o som com as minhas improvisações de bateria, usando a lata vazia do disco... Além disso este disco acompanhou-me ao longo de toda a vida. Era banda sonora das limpezas, das tardes passadas a passar a ferro... sempre bem animada pelas canções dos Táxi, que sei de cor e salteado!

Um Livro

Os Maias - Eça de Queirós

maias

Este livro não é um livro qualquer. É O LIVRO. O meu livro preferido de todos os tempos. Adoro-o. Por tudo e mais alguma coisa. É verdade que muitos pensam que Eça é maçador com tanta descrição. Mas para esses fica um conselho: é só dar um pulinho de meia página... e já está! Embora ler tudo seja muito, muito melhor!

Um Filme

O Lugar do Morto - António Pedro Vasconcelos

o_lugar_do_morto

Escolhi este filme por ter sido o primeiro filme português "moderno" que vi (excluindo, portanto, os velhinhos "Pátio das Cantigas" e "Leão da Estrela"). A minha mãe falava (e fala) muitas vezes nele... e tantas falou que um dia, tinha eu uns 15 ou 16 anos, fui alugá-lo. Muito modernaço, um pouco parado como convém ao cinema português (rsrsrs), mas muito giro, com a Ana Zanatti muito nova no principal papel.

E pronto... espero que tenham gostado aqui das escolhas da Cati! Se quiserem responder ao desafio nos vossos blogs, por favor façam-no e digam-me, vou adorar saber das vossas escolhas!

Beijocas para todos e boa semana!

DSC00349PS - Hoje foi dia da Mãe... Beijos grandes para todas as mães. Um beijo muuuuuuiiito especial para a minha... mais do que dar-me vida, a minha mãe deu-lhe sentido. E existe nela, todos os dias, horas, minutos, segundos... mesmo que não a veja, ela está sempre comigo e em mim. This is no ordinary love...

11 comentários:

FiLiPe disse...

Infelizmente nao..

xD

FiLiPe disse...

De tudo isso so conheço os Maias..xD

KI disse...

Eça é o LIVRO de facto e maçador não o acho, creio que nos tenta transportar para o cenário que pensou e colocar-nos lá. Adoro os Maias não sei quantas vezes os reli. É brilhante!

Convenceste-me a ler a Casa dos Espíritos falaram-me bem do livro mas nunca me agradou mt o título. Diz-me q ntem a ver com fantasmas :)

Beijão e uma semana bombar.

Cati disse...

Ki: Não tem nada a ver com fantasmas daqueles ao estilo "Ghostbusters" LOL

Mas pode ter a ver com os fantasmas que todos têm... lê, vais gostar!

Beijo!

PS - E eu tb não acho os Maias enfadonhos... mas é uma dica para aqueles que não lêem com medo que seja!

Carlos Lopes disse...

Sim, aprovada! ;-)

Fui ao cinema ver o Lugar do Morto, sabias. Quando estreou, é claro. Os Maias é uma obra maravilhosa e hoje, curiosamente, vou terminar o seu estudo com a minha turma do 11º Ano.
Os Taxi: banda verdadeiramente Pop radiofónica. Ganda malha (deves ter a lata do Cairo toda amolgada, não?)
O Piano: pouco a dizer. É magnífico. Aconselho-te (já que pareces gostar do Nyman, a banda sonora de Drowning By Numbers).
O livro "internacional" nunca o li, sorry...
Sade: a dama mais cool dos 80's. Óptimo para namorar, na altura.

Thanks, my dear.
(e beijinho à mãe) ;-)

Carlos Lopes disse...

Toma lá o link da Bela a cantar o Monstro:
http://luisxarope.blogspot.com/2008/05/scarlett-johansson-anywhere-i-lay-my.html

Blossom disse...

ó rapariga, que o casa dos espíritos e as suas 727 personagens foi um drama para conseguir acabar...comé que gostastes (ehehehe) daquilo? A sinhora inventa personagens até dar com um pau...salvo seja! Tb gostei mto do piano, mas a banda sonora é algo de espetacular...

Até já :)

Sofia disse...

Excelente 2 em 1! Gosto de tudo o que conheço... como sabes, cinema português não é bem a minha onda! Até o considero um bocado um paradoxo!
:S

Beijocas gordas!

Formiguinha disse...

Gostei particularmente da homenagem à mãe!!!

Assim é que é!

Bêjos

Rafeiro Perfumado disse...

Do lugar do morto só me lembro duma cena em cima de um carro... pois, sou tarado, o que queres?

Beijoca!

Joseph disse...

Cati,
Olá

Gostei da totalidade do teu post, e, coisa curiosa, da parte estrangeira, não conheço nada, tenho que ver, ler e ouvir. Sobre a parte portuguesa conheço tudo.

Muito breve vou postar este Desafio, que vi no blog da Sofia.
Digo-te depois.

Beijinho amigo;)*