segunda-feira, novembro 12, 2007

Vozes de burro não chegam ao céu...

...mas há que louvar quem tenta que cheguem!!!

José Carreira, do blog CEGUEIRA LUSA, escreveu um excelente post sobre uma situação que eu pensava que jamais iria ser falada, de tal modo que pensava que andavam todos satisfeitos com isto... Escreveu sobre os professores das Actividades de Enriquecimento Curricular e sobre as dificuldades que vivem...

Poderia deixar aqui o post na íntegra, como foi sugerido pelo também acutilante blog SILÊNCIO CULPADO... No entanto, decidi deixar apenas o link para poderem ler, se assim o entenderem:
VERGONHOSO - PROFESSORES DAS AEC NÃO RECEBEM
(imagem gentilmente "roubada" no blog WeHaveKaosInTheGarden)

Muitos perguntar-se-ão: Mas que raio é isso das Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC)???
Ora as AEC são actividades que podem ir desde o Inglês (que é o meu caso), Música, Expressões, Informática, etc., que têm lugar nos períodos de tempo em que os meninos do 1º ciclo não têm aulas. Normalmente funcionam entre as 15h e as 18h, dependendo dos horários de entrada e saída da escola, o que faz com que os professores que as desenvolvem consigam horários muito reduzidos... Vejamos:
- Se os meninos têm actividades duas horas por dia, normalmente os professores conseguem, na melhor das hipóteses, 10 horas por semana... Se não menos!!!

Claro que há quem tenha mais... ou também há quem, como eu, se desdobra em várias empresas para fazer mais horas...
Sim!!! Os professores são recrutados por empresas, e não pelo Ministério da Educação. O Estado paga às Câmaras, as Câmaras pagam às empresas e estas, finalmente, pagam os professores. Quando pagam...
Além disso, somos pagos a recibo verde e os nossos honorários são vergonhosos... O pagamento vai desde os 5 aos 15 euros hora - sim, porque só este ano o Ministério da Educação mandou uma "sugestão" de valor/ hora que ronda os 10,50€... O que significa que cada empresa paga o que entende!!! 15€ hora é excelente - mas é uma franca MINORIA... a maioria anda pelos 8€/ hora...

E ainda temos de nos deslocar de escola em escola em transporte próprio, pagando do nosso bolso o combustível e demais despesas!!!

Sim, é verdade... fazendo as contas, um professor que trabalhe 10 horas por semana, a 9€ à hora (preço generoso!), ganha 90€ por semana... 360€ por mês... isto se o mês não tiver feriados!!!
Pois!!! Quem não trabalha não ganha!!!

Subsídio de férias, de natal, de desemprego - NÃO TEMOS!!!
Direito a assistência, baixa ou atestado médico - NÃO TEMOS!!!
Direito a licença de maternidade/ paternidade - NÃO TEMOS!!!
Direito a vencimento mensal fixo - NÃO TEMOS!!!

Ajudas de deslocação e subsídio de alimentação - NÃO TEMOS!!!


Não temos direito a NADA!!!


Pagamos um balúrdio mensalmente para a Segurança Social, porque é obrigatório, mas não temos direito a nada... E ainda há quem tenha de pagar 20% de IVA sobre o que recebe!!!

Como sabem, no Verão não há aulas... logo, não temos trabalho... o que significa que não temos dinheiro porque, se não trabalhamos, não recebemos!!! E assim passamos os meses de Julho, Agosto e Setembro sem um tostão...

E como diz José Carreira, perguntas que eu própria me faço durante todo o Verão:

Quem paga a renda / prestação da casa? Quem paga a alimentação? Quem paga a água, a luz, o telefone? Como é que se vive assim?

Vai-se vivendo... mas muito, muito mal!!!
E é melhor nem falar nos alunos, nas atitudes dos encarregados de educação, na relação com os professores das turmas... senão nem hoje daqui saíria!!!

E assim vamos andando... aquela cabra da Ministra vai gozando, o ca"#$% do Primeiro Ministro vai-se gabando, e nós é que vamos comendo o pão que o diabo amassa para podermos ter alguma dignidade na vida... Andámos anos a estudar, tirámos o nosso curso com o nosso suor. E agora isto. É esta a vida que levamos.

Enquanto for tratada como professora de 5ª categoria, continuarei a não contribuir para o aumento da natalidade.
E para os que me fazem a vida esta porca miséria:
TOMA!!!!!

22 comentários:

Carlos Lopes disse...

É uma pouca vergonha. Este país não tem emenda. Miséria de gente esta!

Daniela disse...

E foi mais uma forma de atirar areia para os olhos do povinho!
É triste. É realmente muito triste, e mais que isso, é revoltante!
...................................

aminhapele disse...

Estamos a tentar que o problema se resolva e que esta vergonha acabe!
Até lá,amiga,aguenta!
SÓ NESTE PAÍS...

Patrícia Grilo disse...

Pois é manita!!Este país é mesmo uma vergonha!!O que esta gente precisa é de viver durante um ano nessa situação e viam o que era bom para a tosse!!!Sem regalias e a contar os tostões até ao fim do mês!!!

Muitas beijocas para ti...Chuack***

Gazela disse...

Este país tá mal... para os desgraçados dos professores estás mais do que mal!! Está inseguro pra tudo... mas eu, ao contrário da maioria, tenho esperança que as coisas mudem!! Não ter esperança é rendermo-nos aos factos e não lutar pela mudança!! Afinal de conta vozes de burro não chegam ao céu, e que eu saíba os burros estão no Governo!!

Bjs

Luz disse...

Está tudo mal!
São os professores que são sujeitos a esta miséria bem como outras classes profissionais, são professores cheios de vocação que não conseguem infelizmente exercer, são outros que nunca deveriam lá estar à semelhança de outras profissões está claro, são professores mal tratados e desrespeitados por alunos e encarregados de educação, são alunos maltratados por professores (falo disto porque o meu filho passou esta triste experiência). Olha é tudo uma m**** desculpa-me o termo, mas não há palavras!
Eu já desisti de achar que isto tem solução.

Luz

Didas disse...

Tenho concluído aos poucos que tens o mesmíssimo curso que eu, tirado na mesmíssima escolinha. Só que o meu deve ser mais antigo.

Sofia disse...

O que me deita abaixo e deixa sem esperança é que para onde quer que se olhe, mesmo fora da educação, a merda é a mesma... na saúde, na função pública, nos transportes, no governo, no turismo, na habitação, na banca, opá! até nas instituições de solidariedade social... temos um país de bandidos, onde para uns poucos felizes andarem cada vez mais felizes, temos muitos tristes, cada vez tristes, a trabalhar para e por eles!!! Faz-me pensar em emigrar!!!

Carreira disse...

O teu post está impecável.
Uma boa ajuda na divulgação desta vergonha nacional, mais uma vergonha nacional.

redjan disse...

Tudo mau mesmo, vire-se para onde se virar !! Mas isto que relatas ?

Foda-se.... e estou a ser meigo ! Povo de merda, com gente de merda, que inveja e cobiça, que em nada reconhece esforço e luta e crença sei lá ainda em quê !!

Que tesão o dia em que TODOS os professores desta taberna se virassem para os meninos, os papás, os ministros, os governos e os mandassem a todos para o car ... ! E que como os camionistas de longo curso parassem o País e pusessem as pessoas de joelhinhos a implorar-lhes o regresso ! E que eles pudessem mandar de volta um PQP, tivessem pensado nisso quando com migalhas nos quiseram humilhar !!

PS: F... -se car ... , não me sai mais nada !!

Petrusednem disse...

Com a nova prova de acesso à profissão aprovada na semana passada no orçamento de estado para 2008, a situação dos professores vai melhorar .... isto porque a maior parte daqueles "desgraçados" que num ano são colocados, noutro ficam sem emprego, foi encontrado pelo governo a forma de lhes resolver o problema - fazer a provazinha de de "aptidão" a docente, assim quem não foi contratado em pelo menos em dois anos dos últimos quatro anos imediatamente anteriores a 2007/08 e se não cunpriram ainda 5 anos de serviço lectivo, terá de fazer a prova e se tirar menos de 14 valores fica impedido de aceder à carreira ... ora como neste momento há +- 50.000 desempregados, depois vai haver muitos menos, pois a maior parte vai chumbar na prova e por isso não vai sequer entrar nas estatisticas, sendop menos os "professores" em principio as condições deverão melhorar!!!
Só me admira è que depois de tanto barulho,não ouvi ainda nenhum sindicato comentar esta aprovação!
Este gverno para contornar as estatísticas arranja sempre soluções perfeitas!

Shootingstar disse...

Os burros são inocentes, logo as suas vozes são as primeiras a chegar ao céu. Mas para que omundo mova é necessário que os "burros" se unam e deixem de fazer a vida miserável uns aos outros, aka, pais, profs, funcionarios, formadores... tudo unido caminhando no mesmo sentido!!!

Blossom disse...

Minha querida, a vida de professor (CONTRATADO), como tão bem sabes não está fácil para ninguém...se uns não recebem, outros são colocados a mais de 200km de casa, com 9 horas (9 HORAS!!!). Se uns não recebem, outros subsistem com menos de 500 euros por mês...mas a GRANDE PUTA da ministra acha que assim é que é bonito...para não falar na palhaçada que são as ofertas de escola. Com a "liberdade" dada às escolas para a contratação de docentes...fulanos que estão no n.º oitocentos e tal ficam com o lugar, sendo que quem está nos quinhentos e tal, porque tem menos horas de serviço ANTES, repito, ANTES da profissionalização, FODE-SE!!!

Desculpa as asneiras, mas isto é demasiado revoltante e fico a tremer quando falo disto...

A vida de professor é FODIDA!!!

JOY disse...

Olá cati ,

É a primeira vez que visito o teu blog e pela qualidade dos artigos que escreves vou ser visita da casa ,em relação ao post tal como escrevi no comentário que fiz no Cegueira Lusa um gajo ouve estas histórias e cada vez tem mais vontade de fazer barulho ,esta classe politica mediocre está completamente de costas viradas para quem os elegeu ,e eu contribui para isso . Por isso temos obrigação de aproveitar estes espaços para denunciar estas situações.Estás convidada quando te apetecer a dar uma vista de olhos no meu blog.
(joy-allnightlong.blogspot.com)

Cumprimentos
JOY

Para sempre, Maria disse...

Gostei. Ando no mesmo barco...à deriva.

O Profeta disse...

Um coração que segue em silêncio
Colinas, cumeeiras, doce aroma de pão
Descanso na paixão, caminho nela
Quantas estações, tem o coração?

Boa semana


Mágico beijo

Aragana disse...

é assim mesmo... da-lhes!

Entre linhas... disse...

Este País é uma vergnha,não investes num dos maiores pilares que é a educação.
Um post de grande qualidade parabéns.
Bjs Zita

The Wolf disse...

e no dia em que decidirem acabar com o futebol, o povo parte tudo.

no dia em que decidem acabar com a dignidade das pessoas, a maioria aplaude...

triste, lamentável, uma mer...

mas há quem não se cale, e berre bem alto!
com esses eu estou, e berro com eles!

O Livreiro disse...

O meu amigo eskisito também vive o mesmo drama. É uma m**** trabalhar para aquecer mais vale morer de frio, ma todos juntos, professores ou não temos de lutar por país melhor, chega de precaridade, desemprego e muitas mais coisas...

Um beijo

AJO disse...

As minha palavras são as palavras da Sofia... a situação com os professores é a mesma que se passa com outras profissões... melhores dias não estão para vir isso tenho certeza.
Força aí... BJS

Mo disse...

Olá Cati. Já leio o teu blog há algum tempo, mas só hoje decidi comentar.Também eu sou professora de inglês nas AEC e a cada dia que saio de lá nem sei se ria se chore.

Estou a trabalhar desde o dia 24 de Setembro e, não bastando a miséria que pagam (no meu caso 7,50€/hora), ainda não vi nem um tostão!

É vergonhoso a forma como nos tratam, começando no Ministério da (Des)educação e acabando nos próprios alunos e respectivos E.E.s

O que temos de fazer por uns míseros dias de tempo de serviço!

Ah, já agora, sou amiga da Sónia, que foi colega de curso do teu marido :)

Beijinhos
Mo*